Faca de Água de Paolo Bacigalupi: resenha com cointreau
Literatura de Ficção Científica

Faca de Água de Paolo Bacigalupi: resenha com cointreau

Tenho meus autores preferidos na ficção científica e Paolo Bacigalupi é um deles. Ao lado do China Miéville, são os autores de ficção científica mais recentes que mais aprecio. Ambos tem algo em comum, além do “guarda-chuva” ficção científica onde se protegem: o caráter quase sociológico de suas obras. Mais até do que sociológico, suas … Continuar lendo

Guerra do Velho de John Scalzi: resenha com cointreau
Literatura de Ficção Científica

Guerra do Velho de John Scalzi: resenha com cointreau

Ficção científica boa é uma ficção científica que não inventa a roda. Será? Com essa primeira frase e essa pergunta – míssil me aventurei em refletir uma resenha sobre “Guerra do Velho”, livro escrito por John Scalzi. O autor, diga-se de passagem, é “gato escaldado” na boa e velha literatura de ficção científica. Pra começar … Continuar lendo

Retrospectiva 2015: o que li, assisti e ouvi em 2015
Cinema e afins/Literatura/Music in the Space/Sci Fi no Cinema

Retrospectiva 2015: o que li, assisti e ouvi em 2015

Acho que há um consenso (ou perto disso pelo Twitter, ao menos) que 2015 foi um ano difícil. Quer dizer, um aninho complicado. As razões para tanto são muitas: o estúpido fla-flu político no Brasil que anda deixando uma grande quantidade de pessoas completamente ignorantes, ao menos no Brasil, o que é sentido primeiramente nas … Continuar lendo

“Her”: resenha com cointreau
Cinema e afins/Sci Fi no Cinema

“Her”: resenha com cointreau

O ano de 2013 foi um ano de excelentes filmes. Muitos. “Azul é a cor mais quente”, filme de Abdellatif Kechiche, “Gravidade”, filme de Alfonso Cuarón, “Clube de Compras Dallas”, filme de Jean-Marc Vallée e “12 anos de escravidão” de Steve McQueen são apenas alguns dos filmes que me lembro de memória e a maioria são concorrentes … Continuar lendo

“I’m here” de Spike Jonze e a boa metáfora robótica
Sci Fi no Cinema

“I’m here” de Spike Jonze e a boa metáfora robótica

Se você me perguntar, leitor e leitora do Cabaré das Ideias, quais filmes de robôs eu prefiro, te respondo prontamente que “O Homem Bicentenário” e “Blade Runner” são os meus preferidos. E se tiver que simpatizar por algum robô (andróide, se preferir) na história do cinema, Roy Bathes” é meu preferido. Assisti agora a pouco … Continuar lendo