Bryan Hitch insuperável
História em Quadrinhos

Bryan Hitch insuperável

Em geral, fãs de histórias em quadrinhos “sofrem” de grandes dilemas em torno de quais seus escritores preferidos. Alan Moore escreve muito, bem como Grant Morrisson, Neil Gaiman, Lourenço Mutarelli,  ou Warren Ellis, sem falar em Garth Ennis, Jamie Delano ou Frank Miller antes de ser abduzido. Somente destes que citei, podemos perceber inúmeros estilos … Continuar lendo

Mulheres e Histórias em Quadrinhos
História em Quadrinhos

Mulheres e Histórias em Quadrinhos

Se há um “espaço nerd” estilo “Clube do Bolinha” é aquele das histórias em quadrinhos. Particularmente, ouvi durante a minha vida nerd que “histórias em quadrinhos são coisas de menino”, especialmente aquelas HQ’s que envolviam super-heróis. Parte dessa conversa terminava numa dicotomia estranha (ao menos pra mim): meninas que gostam de ler HQ’s devem ler … Continuar lendo

As Histórias em Quadrinhos, o Cinema e o que existe entre uma coisa e outra
Cinema e afins/História em Quadrinhos

As Histórias em Quadrinhos, o Cinema e o que existe entre uma coisa e outra

Não sei bem porque, mas ao pensar em escrever especificamente este post, me lembrei do título de um dos livros do fantástico Gabriel García Marquez: Do amor e outros demônios. Não, não se preocupe, não estou buscando fazer um paralelo entre as HQ’s, o cinema e a literatura fantástica do escritor colombiano. Na verdade, o … Continuar lendo

Doutor Estranho & Doutor Destino – triunfo & tormento: resenha com cointreau
História em Quadrinhos

Doutor Estranho & Doutor Destino – triunfo & tormento: resenha com cointreau

A Panini Books relançou, ao final do ano passado, um dos maiores clássicos de histórias em quadrinhos publicados pela Marvel Comics (ao menos na minha opinião): “Doutor Estranho & Doutor Destino – triunfo & tormento”. Roteirizada por Roger Stern, ilustrada por Mike Mignola e arte finalizada por Mark Badger, “Doutor Estranho & Doutor Destino – triunfo … Continuar lendo

História em Quadrinhos

Histórias em Quadrinhos de Super-Heróis: está faltando um ISO 9000, não?

Talvez o maior mérito de uma criação artística seja sua capacidade de renovação diante da pressão por novidades cada vez mais supérfluas e desnecessárias existentes numa indústria cultural cada vez mais veloz e indiferente ao quesito qualidade. Acontece no Cinema, acontece na Televisão e também nas Histórias em Quadrinhos. Essa voracidade por mais histórias em … Continuar lendo