Individuação Junguiana e 7 Leituras Inesquecíveis e Impactantes
História em Quadrinhos/Literatura/Literatura de Ficção Científica

Individuação Junguiana e 7 Leituras Inesquecíveis e Impactantes

Lá vou eu escrever sobre leituras impactantes e inesquecíveis (e vice e versa, ou seja, um verdadeiro oroborus tostines) novamente. E provavelmente faço isto por ser um exercício da memória, exercício este que me possibilita olhar para trás e perceber o agora, com suas transformações e, em especial, com as novas percepções. Definitivamente, venho gostando … Continuar lendo

Leituras Prazerosas em Ficção Científica
Literatura de Ficção Científica

Leituras Prazerosas em Ficção Científica

Como diz a Lady Sybylla do Momentum Saga, é difícil uma classificação exata de onde começa e termina o que, comumente, chamamos ficção científica. Eu mesmo tenho uma dificuldade enorme de aderir às classificações sobre o gênero literário (e cinematográfico) porque sinto que mais se perde do que se ganha em reduzir demais um gênero … Continuar lendo

Os Psicotrópicos e a Ficção Científica
Literatura de Ficção Científica/Realidade Overpower

Os Psicotrópicos e a Ficção Científica

As drogas estão por aí desde que a humanidade se deu conta de que existe neste planeta. As drogas não são únicas e muito menos possuem um único fim. Podem ser utilizadas para fins religiosos, alimentando uma experiência psico religiosa já intensa como a ayahuasca utilizada no “Santo Daime” ou, de forma recreativa, como o álcool ou … Continuar lendo

Top 5 Livros de Ficção Científica
Literatura de Ficção Científica

Top 5 Livros de Ficção Científica

Tomando café e falando bobagem com o Trekker do Ao Sugo, chegamos a conclusão que seria interessante nessa altura de nossas vidas fazermos alguns “Top 5” como o personagem “Rob” faz no excelente livro “Alta Fidelidade” (que resenharei logo, logo). Como disse, alguns cafés e muito bate papo depois, cheguei a minha lista (maldita, sempre … Continuar lendo

Literatura

“Prefiro o céu pelo clima, o inferno pela boa literatura”

A literatura vicia. Por isso é perigosa. Em todos os sentidos. Ela prende e faz pensar. E é egoísta, quer que nos debrucemos cada vez mais nela. Nos exaspera prendendo-nos a cada página, a cada livro. Pode ser poesia, pode ser prosa, pode não ser nada disto e tudo ao mesmo tempo agora. É lida ao ouvir, ouve-se sem ler e se lê com ouvidos atentos. É guerra, é paz, é areia, é mar. A literatura está no passado como está no futuro, mas nunca inteiramente está no presente porque ela avança em cada página e retrocede a cada lembrança. É sarcástica e podre como a crueza humana de Rubem Fonseca no conto “Placebo” no livro O Buraco na Parede ou é espiritual e profundamente engrandecedora como em Sidarta de Herman Hesse. Inspira-nos a pensar o mundo e o estar no mundo como em Todos os Homens são Mortais de Simone de Beauvoir ou o puro existencialismo em prosa em A Náusea de Jean Paul Sartre. A literatura é tudo isto e mais coisas. Escritores com gênero e sem gênero, humanos ou mutantes, terráqueos ou extra-terrestres. A tod@s a literatura suga para si, sem choro e nem lamento. Quem a conhece, não a esquece jamais, poderia dizer Chico Buarque, outro perdido nas entranhas literárias. Continuar lendo

A Sombra do Leviatã Galáctico em Duna de Frank Herbert
Ficção Científica e Política/Literatura de Ficção Científica

A Sombra do Leviatã Galáctico em Duna de Frank Herbert

Já escrevi um post no Ao Sugo que afirmo categoricamente que Duna de Frank Herbert, publicado nos idos de 1965 – vencedora dos prêmios Hugo e Nebula – é uma das cinco maiores obras literárias de ficção científica. Posso fazer essa afirmação tão contundente não apenas porque li muita coisa do gênero literário de ficção científica, mas especialmente porque … Continuar lendo