Cinema e afins

Top 5 Coadjuvantes Não Humanos do Cinema

Como humanos, nada mais “óbeveo” que nos identificarmos em muito com humanos. E se não humanos, ao menos o máximo possível antropomorfizados. É complicado escrevermos para algo além daquilo que existe em nós mesmos. Que o diga a construção de personagens alienígenas no cinema (ou nos quadrinhos). Em geral são personagens humanos, com motivações humanas e, especialmente, de cultura anglo-saxã (especialmente alienígenas puristas e praticamente reprimidos sexualmente). De toda forma, filmes que possuam personagens não humanos são sempre interessantes. Quer dizer, desde que essas histórias sejam bem desenvolvidas sob um roteiro cuidadosamente trabalhado por um diretor competente e que tenha um (a) ator/atroz que tenha preparado a personagem de forma também cuidadosa. E isso vale mesmo para qualquer tipo de “papel” que um ator ou uma atriz recebe.

Mas sabemos que a antropomorfização de alienígenas pode ser uma excelente metáfora (quando proposta como metáfora, como no caso do excelente Distrito 9, ou na série clássica de Star Trek) ou de forma tosca e tenebrosa (como no caso dos alienígenas de Independence Day, que ninguém sabe, até hoje, porque diabos exatamente vieram a Terra e foram destruir “centros políticos” exatos, como a Casa Branca e não um Balneário em Tampa, Florida, culpa do roteiro pobre). É claro que a antropomorfização não ronda apenas os filmes de ficção científica. Aqueles considerados de horror/terror também são permeados de personagens não humanos completamente antropomorfizados e, neste sentido, as metáforas políticas, sociais, culturais, etc mais inteligentes, no caso, são menos frequentes no cinema de horror/terror. O que impera são gritos, sustos, mais gritos, sangue, mais gritos, caretas, mais gritos e assim continua infinitamente…

Ok! Mas tem muitos personagens interessantes, não humanos, em excelentes filmes. É claro! Se não existissem, essa porra de Top 5 Coadjuvantes Não Humanos do Cinema seria outra coisa. Talvez o título pudesse ser “Personagens Não Humanos do Cinema e suas lamúrias, etc”. Sei lá, acho que não pegaria bem, poderia ser perseguição nerd a uma minoria cinematográfica, mas tenho os meus personagens não humanos preferidos e por isto fiz este Top 5 que, devo ressaltar, é bem eclético do ponto de vista da diversidade de gêneros no cinema. Então, vamos lá ver que quem tá nessa porra de Top 5 Coadjuvantes Não Humanos do Cinema. E sim, o critério foi amplo, mas busquei não contemplar personagens muito antropomorfizados, embora alguns não tenham como “escapar” desta situação pela própria ideia que os constitui enquanto personagens.

5. Balrog de O Senhor dos Anéis

Quando assisti ao primeiro filme da Trilogia do Senhor dos Anéis, aguardei ansiosamente pelo Balrog (havia lido os livros anteriormente aos filmes e fui alimentando a expectativa, depois de anunciado que a trilogia seria filmada, como seria o confronto entre Gandalf e Balrog). E quando vi o Balrog, porra! Foi de assustar e de impor respeito. E enfrentando o melhor personagem do Senhos dos Anéis, na minha opinião, o bom e velho Gandalf. O Balrog aparece pouco, mas o pouco que aparece já garante ao mesmo estar nesse Top 5. Ali é um “demonhão” mesmo, o “Tinhoso” com dor de dente.

4. Alien (o oitavo passageiro)

Quando assisti ao filme Alien, de Ridley Scott, ainda era uma criança e verdadeiramente me espantei, quer dizer, assustei mesmo. Depois de adulto e após ter conhecido a literatura de Lovecraft, “naturalmente” percebi que aquele Alien havia saído diretamente das páginas de seus livros de horror. O alien definitivamente não tem nada de antropomórfico. Acho que dos personagens não humanos do cinema de ficção científica ele é o que merece, realmente, ser identificado como algo não humano e sem metáfora alguma da cultura humana. Alien é praticamente inspirado em estudos behavioristas com animais não humanos. Não consigo ver metáfora humana alguma no Alien e isso, na minha opinião, o torna muito interessante. Merece e muito estar nesse Top 5, principalmente a Rainha Alien.

3. R2 – D2 de Star Wars

O que dizer a respeito de R2 D2? Bom, há quem o considere o verdadeiro herói da saga Star Wars. E vejo que pessoas com essa ideia não estão equivocadas. Ele já salvou – diretamente – a pele de muitos jedi (Anakin e seus filhos Luke Skywalker e Leia Organa, Obi Wan Kenobi), ajudou Han Solo, Chewbacca e Lando Calrissian e muitos outros indiretamente. É, ao lado de C3-P0, o único personagem de Star Wars a estar em todos os filmes da Hexalogia (a Trilogia Sagrada – 4,5 e 6 – e a Nova Trilogia – 1,2 e 3). E seus diálogos são sempre instrutivos. Um excelente orador e guerreiro.

2. A Galinha de Cidade de Deus

“Pega a galinha, rapá!” Quando assisti ao filme Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, fiquei completamente extasiado pela interpretação da galinha. É verdade. Não o personagem “Mané Galinha”, mas a galinha mesmo, que estava fadada a ir para a panela em meio a um churrasco do Dadinho (sim, Dadinho é o caralho, meu nome é Zé Pequeno) numa laje.  Toda a tensão expressa pela galinha, com gente correndo atrás e dando tiro, buscando através de seus voos rasantes escapar do galinhocídio, é um marco na história dos personagens não humanos do cinema. Chega a emocionar.

1. Wilson de O Náufrago 

O Náufrago, para mim, é o melhor filme de Tom Hanks. E digo o melhor, em muito por causa do coadjuvante que habita com ele aquela solitária ilha do Pacífico: Wilson. Para quem não assistiu ao filme – o que considero lastimável – Wilson é uma bola de volley. Isso mesmo. Uma bola de volley que se torna o melhor amigo de Tom Hanks, um amigo que dividiu as angústias do personagem, que lhe deu conselhos e que, algumas vezes, sofreu pelo mau humor do personagem de Tom Hanks. Wilson foi, acima de tudo, um amigo leal. E quando, na fuga da ilha, já em alto mar, Wilson desaparece, o desespero de Tom Hanks é tão tangível que me emociono até hoje ao rever o filme. “Wilsoooooooooooooooonnnn”, foi o grito que representou um dos momentos mais desesperantes da história do cinema em minha opinião. Wilson era o cara!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Top 5 Coadjuvantes Não Humanos do Cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s