Cinema e afins/História em Quadrinhos

Warner contrata roteirista para um filme da Liga da Justiça. É agora que sai?

Há muitos anos existe uma expectativa das mais grandiosas de se ver nas telas do cinema um filme da Liga da Justiça. Acho que para tod@ DCnauta que se preze, é um dos desejos mais básicos, mas existe um problema na implementação desse desejo ou existia até que o filme dos Vingadores (da Marvel, concorrente maior da DC Comics) foi um estrondoso sucesso de bilheteria (salvo engano meu, já está entre as cinco maiores bilheterias da história do cinema e, até onde sei, nem houve sua estreia no Japão ainda) gerando expectativas para uma continuação. Como estava dizendo, havia um problema pra se fazer um filme da Liga da Justiça e esse problema, de certo modo, estava diretamente relacionado ao seu maior personagem: Batman. Christopher Nolan assegurou, em diversas ocasiões, que “seu” Batman não se enquadra numa realidade que contenha o Superman (Zack Snyder disse o mesmo sobre seu filme, em produção, Superman: man of steel) ou o Lanterna Verde (fracasso de bilheteria, graças ao conjunto medíocre do filme, desde seu roteiro até seu canastrão protagonista, Ryan Reynolds – salvando apenas Mark Strong – Sinestro) e, portanto, um filme da Liga da Justiça se inviabilizaria em torno dos personagens mais importantes. E digo isso porque a Warner, infelizmente, não leva adiante uma produção da Mulher Maravilha e, ironia seja dada de presente, Joss Whedon, diretor dos Vingadores, tinha um roteiro engatilhado para um filme da Mulher Maravilha.

Christopher Nolan deu ao Batman um status no cinema nunca antes alcançado (e não, nem com Tim Burton) e muito dinheiro na conta dos Irmãos Warner (arrecadados US$ 1, 001 bilhão com Batman – O Cavaleiro das Trevas) e, com isso, também ganhou voz nas decisões em torno do que fazer com Batman. E, no caso, um filme da Liga da Justiça, para Nolan, seria inoperacional. Desta forma, toda a cadeia criativa em torno de personagens DC se isolaram. A própria produção do Lanterna Verde que poderia interagir mais com o universo DC não o fez. Tavlez tenha sido até melhor, diante da produção mequetrefe e amadora. Mas agora o cenário parece indicar outro caminho, especialmente porque Christopher Nolan encerra sua trilogia com o Cavaleiro das Trevas este ano (embora eu acredite que muita coisa, no futuro, possa mudar quanto a isso) e deixa o personagem “livre” para novas produções e, especialmente, para interagir mais com o Universo DC. Mas deixo bem claro que Nolan, para mim, fez até o momento “o” filme de um herói, que é Batman – o Cavaleiro das Trevas e tô com ele e não abro! Mas e quanto a um filme da Liga da Justiça?

A Marvel, estrategicamente brilhante, conseguiu criar laços entre os seus filmes (Thor, Capitão América, os filmes do Homem de Ferro e do Hulk) e, como resultado, colheu Os Vingadores, um filme muito bem feito, estrategicamente bem conduzido e com uma história simples de super-heróis que funcionou muito bem no cinema. Embora o potencial da DC seja enorme, no cinema, é subaproveitado. Muito diferente das animações, que reina absoluta em qualidade. Mas a monstruosa bilheteria de Os Vingadores, creio, chacoalhou os desanimados executivos da DC. Hoje saiu a notícia de que a Warner contratou Will Beall para roteirizar um filme da maior equipe de heróis da DC Comics. Desde 2008 há um “chove e não molha” em torno de um filme da Liga da Justiça, mas nada foi pra frente (até um diretor havia sido anunciado, Martin Campbell, que terminou dirigindo a lástima do filme do Lanterna Verde). Minha pergunta é: agora sai esse filme?

Sai, mas não para agora tão cedo. Provavelmente a Warner/DC vai criar uma estrutura comum – assim como a Marvel o fez – para seus filmes, permitindo que a Liga da Justiça surja e seja “coerente”. Mas tenho dúvidas de que serão realmente os “fundadores” (Batman, Superman, Mulher Maravilha, Flash, Lanterna Verde, Aquaman e Caçador de Marte/ou Cyborg na fase DC New 52). Talvez apenas alguns se façam presentes, mas tenho certeza que Batman, Superman e Mulher Maravilha estarão. Espero que, na verdade,  essa nova origem da Liga da Justiça (DC New 52) seja utilizada. É simplória pra caramba? Sim. Geoff Johns escreveu um roteiro dos mais básicos para essa nova origem da Liga da Justiça, mas nela podemos enxergar um potencial de filme de grupo de heróis, sem a profundidade de um filme nível Nolan, claro.

Agora é esperar para ver o que vai acontecer neste último filme de Nolan com o Batman e o Superman de Zack Snyder. O bom é que a espeança existe para todo nerd que se preze. Eu, no caso, aguardo um filme da Liga da Justiça desde que me conheço por gente. E nem me digam que aquele que passava no Cinema em Casa no SBT é um filme da Liga da Justiça.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s