Realidade Overpower

Mochilão Gastronômico em Oaxaca, México

Sempre digo – quando perguntam – que para começar a conhecer bem uma cidade, a pessoa humana ou alienígena deve iniciar sua jornada por algum mercado público ou “o” Mercado Público. Aos poucos estou me especializando nessa arte. E minha última “descoberta” foi o mercado público localizado próximo ao zócalo (como chamam, aqui no México, o centro histórico) da cidade de Oaxaca, relativamente próxima da Cidade do México, mais ou menos umas quatro ou cinco horas de bus pela empresa ADO. De fácil acesso, de toda forma essa bela cidade histórica, assim como seu zócalo.

image

E o mercado? Pela Força! Adoro mercados públicos e este que fui, voltado a gastronomia, foi uma verdadeira experiência cultural. Cheiros, cores e um cenário imperdível para quem aprecia fugir de turismo leitinho com pêra. Primeiro porque já na entrada do mercado, me deparei com o famoso “chapolin” – grilo – tostado e a venda. Não resisti e comprei para comer. E ainda pedi “chapolin” com bastante picante. E veio realmente com bastante pimenta.

image

“Chapolin” apimentado depois, tratei de percorrer o mercado e averiguar in loco a culinária local. Pães, carnes, legumes e, claro, as “tiendas” de comida. Me deparei com uma que oferecia “tlayuda” vegetariana. Me arrisquei e pedi, mas para tomar fui de coca cola mesmo, depois de contemplar uma mosca ou abelha, não sei e não arrisquei, inerte num tonel de suco. Somente a contemplei em seu estado vegetativo, ou melhor, sucotativo.
Mas a surpresa de verdade veio quando me deparei com o tamanho do prato: gigantesco, não?

image

Na “tlayuda” vegetariana há alface, tomate, cogumelos, abacate e queijo. Uma delícia, mas te garanto que tu vai ficar chei@. Mas vale muito a pena, só te prepare para ter paciência com vendedores ambulantes que, mesmo você comendo, tentarão te vender algo.
Depois de comer muito vem, procurei um café, claro. Porque, caso não o fizesse, tombaria tal qual a mosca/abelha no tonel de suco.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Mochilão Gastronômico em Oaxaca, México

  1. Tive a felicidade de conhecer essa linda cidade, Oaxaca ,a três anos atrás. Como vc ,adorei conhecer o mercadão, com sua diversidade e seus condimentos, “estranhos”. Artesanato belíssimo, me encantei!

    Curtir

  2. Pingback: “Guadalupe” de Angélica Freitas e Odyr: resenha com cointreau | Cabaré das Ideias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s