História em Quadrinhos

TOP 5 de Heroínas de Histórias em Quadrinhos

Sou um daqueles nerds sebentos que nunca negou ser apaixonado por algumas personagens femininas do cinema e, principalmente, das histórias em quadrinhos. Nunca gostei de HQ’s que retratassem personagens femininas fracas ou sem personalidade ou com única importância à trama da HQ a apelação sexual ou a donzela indefesa que só sabe gritar. Gosto de mulheres fortes e donas de si e como nerd sebento também gosto de personagens femininas de HQ que reflitam essa minha preferência. Por causa disto (e de um podcast que tá pra sair com o Trekker e Marcus do Ao Sugo e a Sybylla do Momentum Saga) decidi criar um Top 5 de heroínas de histórias em quadrinhos. E nem foi difícil chegar a esse Top 5, porque já sou enamorado desses arquétipos femininos há muitos anos.

5. Elektra

Ela é linda. É mortal. É afiada como suas adagas sai. Elektra, criada por Frank Miller (quando era criativo e/ou antes de ter sido abduzido por alienígenas republicanos), representa para Matt Murdock (Daredevil) o o desejo furiosamente incontrolável. Para mim, a melhor personagem da Marvel. Os álbuns “Elektra Assassina” e “Elektra Vive” são algumas das minhas HQ’s preferidas. Nelas, vemos como essa bobagem de que “personagens femininas” não seguram boas histórias é uma bobagem machista das mais idiotas possíveis (e qual não é, afinal de contas?). Gostaria que minha filha se chamasse Elektra, caso essa filha algum dia existir.

4. Morte

Não sei se deveria inserir a irmã do Sonho nesse Top 5, mas acabei fazendo. E sabem por que? Porque a Morte é simplesmente cativante demais para ficar de fora de uma lista dessas. É delicada, inteligente, sagaz, ríspida, encantadora e, perdoem-me o trocadilho, mortal. Como não se apaixonar por ela?

3. Mulher Maravilha

A Mulher Maravilha é, simplesmente, o embrião de toda personagem feminina (em HQ’s) destemida e independente. Diana de Themyscira, criada pelo psicólogo William Moulton Marston e por H. G. Peter, é uma personagem tão forte que não sei como conseguiu sobreviver tanto tempo – em grau de importância – num meio nerd que tanto limita personagens femininas. Acho que a razão deve ser metafísica: Diana é uma guerreira por natureza. O mais legal na personagem é quando seus escritores a caracterizam mais “humana” e menos “semi-deusa”, uma líder e também alguém com dúvidas sobre como lidar com o mundo do patriarcado, mas sem ficar ensandecida com a coisa toda. Todo seu apelo sexual dominador sempre me deixou excitado (em Crise Final, ela seria uma escrava sexual de Darkseid, mas Paul Levitz, manda chuva da DC na época, barrou essa ideia de Grant Morrisson, pena!). Atualmente, na fase “DC New 52”, escrita por Brian Azzarello, vive sua melhor fase desenvolvida. Leio todas as HQ’s e fico ansioso esperando a próxima edição.

2. Mulher Gato

Ok, sou mais apaixonado ainda por Selina Kyle. Desde que era um aborrecente a Mulher Gato povoa minhas fantasias (todas elas). Selina Kyle é sedutora, versátil, sensual e sexual como uma gata. Faz até o Morcego tremer as bases. Nunca a considerei uma vilã, mas uma “free – rider”, sei lá. Ela representa a mulher que vive plenamente sua vida, que é consciente do que faz e também do que deixa de fazer. Selina Kyle representa a liberdade (de pensamento, de desejo, de vida) que as mulheres possuem e nem todas podem realizar (serve perfeitamente também para homens). Selina Kyle não rouba apenas jóias, mas também corações. O meu está com ela faz muito tempo (inclusive tenho uma action figure dela de 16 cm de altura na minha mesa de trabalho).

1. Jenny Sparks

O que dizer de Jenny Sparks, o espírito do século XX? Que ela é fóda? Que ela matou “deus” e fumou um cigarro depois? Que ela castrou um déspota alienígena e ainda tirou sarro do canalhocrata? Que ela viajou para inúmeras Terras e que fundou a melhor equipe de heróis que já existiu, o Authority (não conhece o Authority? então leia essa resenha que escrevi aqui mesmo para o Cabaré das Ideias)? Que nunca suportou muita conversinha mole pra boi dormir? É, nem sei por onde começar a caracterizar Jenny Sparks. Só sei que ela merece estar neste Top 5 e também na primeira posição por tudo que representa.

Anúncios

2 pensamentos sobre “TOP 5 de Heroínas de Histórias em Quadrinhos

  1. Concordo com o teu primeiro lugar! Jenny Sparks foi infelizmente desaparecida no seu auge em Authority, Jenny Quantum será uma substituta a preceito? Talvez quando crescer…
    😦

    Abraço

    Curtir

  2. Cara eu concordo contigo, principalmente no incômodo que tenho quando as pessoas citam as personagens femininas mais como uma “coisa” a ser buscada… Como Sandman tem o talento de colocar vários personagens na frente do seu principal eu colocaria Morte no segundo lugar, por motivos pessoais e por gostar bastante de Sandman. Mas de resto concordo contigo. Parabéns pelo post.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s