Cinema e afins/Music in the Space

Donnie Darko – filme alucinado pra se ver e bom pra se escutar

Sempre digo que para existir um bom filme é fundamental que exista uma boa trilha sonora. Filmes com roteiros pouco usuais e com imensas liberdades criativas para não dizer maluquices espetaculares talvez necessitem ainda mais de boas trilhas sonoras. E quando se junta o útil com o agradavelmente necessário todos ganham. É o caso do clássico cult “Donnie Darko”  – que me pergunto se adentra no gênero ficção científica e acredito que sim – filme de 2001 (muito bem) escrito e dirigido por Richard Kelly e estrelado pelo ainda desconhecido Jake Gylenhaal. A premissa da história é relativamente simples: para evitar uma tragédia o herói precisa voltar no tempo. Neste caso, não há nada de original, mas reside na forma como é contada essa “viagem” no tempo (e o motivo para que o herói faça essa viagem) a originalidade do roteiro.

“Donnie Darko” tem um claro e intencional clima oitentista. A própria trilha sonora do filme é toda oitentista. Basta saber que nela estão incluídos patrimônios da década de 1908 como “INXS”, “Tears For Fears” ou “Oingo Boingo”. A trilha sonora funciona como o grande combustível para o delírio roteirizado: sujeito fantasiado de coelho atuando como uma alucinação que interage com o protagonista do filme e o alerta da tragédia que é o futuro – futuro representado pela morte, mas que morte e que representa essa morte? -, buracos de minhoca literalmente “saídos” do nada ou de qualquer coisa (como uma barriga) e, claro, a boa e velha hipocrisia social estadunidense, especialmente localizada nas escolas secundaristas. 

“Donnie Darko” é um filme que reflete a angústia da solidão, mas de uma forma não piegas. E mostra que muitas vezes temos de aceitar o “destino” – o que quer que seja isso – para que preservemos algo que existe lá dentro de cada um e que somente um coelho gigante saído de um delírio poderia nos orientar a procurar. Como não consigo encontrar a trilha sonora em CD, vou deixar disponível para download para que as leitoras e os leitores do Cabaré das Ideias possam apreciar não apenas o filme – que pode ser encontrado facilmente em vídeo-locadoras – mas também possam escutar essa trilha sonora fantástica. Caso se interesse em fazer o download clique aqui. E bom delírio!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s