História em Quadrinhos

DC New 52: Action Comics #1

Não tenho mais dúvida alguma que Grant Morrisson foi o melhor escritor a elaborar alguma história com Superman. Gosto muito do Superman de “Red Son” escrito por Mark Millar – aqui no Brasil publicada como ” Superman – Entre a Foice e o Martelo” – e também do Superman de “Kingdom Come” de Mark Waid – publicada no Brasil como “O Reino do Amanhã”  e “Superman: Birthright também de Mark Waid –  mas nenhum destes escritores (e poderia citar exemplos de escritores que escreveram o Superman e não gostei no passado e não gosto até hoje, veja-se John Byrne) conseguiu tanto me capturar como leitor do personagem quanto Morrisson.

Autor de uma das minhas 10 HQ preferidas em todos meus anos de leituras de histórias em quadrinhos – diga-se exemplificarmente a sensacional “Superman All-Star” – o escocês maluco e praticante de magia do caos conseguiu, nesta repaginada da DC com o Relaunch DC New 52, produzir uma edição relativamente simples e espetacular do Superman. Simples porque Grant Morrisson e Rag Morales nos presenteiam com um Superman bem diferente daquele que conhecemos nas últimas decadas: seus poderes ainda se desenvolvem – como a ausência da capacidade de voar ou mesmo a resistência a ataques físicos – e temos um Superman em começo de carreira permeando suas ações com convicções que pouco lembram o garotão escoteiro que era bobo como Superman e bobo como Clark Kent. Este Superman de Morrisson é quase um ativista com métodos claramente intencionados em produzir justiça social.Confiram comigo no replay algumas das páginas dessa espetacular revista!

Não, este Superman não está pra brincadeira!

Enquanto lia essa edição #1 de Action Comics ia me surpreendendo com um questionamento relativamente simples: como que deixaram esse personagem tão bacana se tornar um boboca escoteirão que o Batman em “The Dark Knight Returns” surra e ainda mostra por A + B que é um trouxa e babaca?

Essa edição, como já devo ter deixado claro, é uma das minhas preferidas. Quando sair o encadernado dessas primeiras histórias, nos EUA, serei mais do que obrigado a comprar e devorar tranquilamente. Deixo o link para ler a edição #1 de Action Comics em língua portuguesa. A tradução e diagramação foram feitas pelo pessoal do Darkseid Club. Para ler basta clicar aqui. E boa leitura, porque vale muito a pena!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s