Literatura Podre

Cróvis Runner: o caçador de poodles

Óia, vô dize a verdade pra oceis. Eu num gosto do tal de pudou de jeito manera. Acho um bixo cheio de frescura que num serve pra nada.  E num gosto de pudou desde que era crianssa. Eçes cachorro é tudo cachorro de madame, dessas muié que nunca que olharu pra eu, sempre ficavam me olhando e pensando que eu era um mulambento e graxero. Eu ficava com muita raiva e prometi que ainda ia cassa esses pudou tudo pamodi faze essas granfinona pagá caro por me distratá na frente dos outros oreia que trabaiavam comigo nas obra.

Eu trabaiava para o dotô Gustavo Monfort, gente fina e graúda cheio da dinherama. Eu trabaiei com ele por uns dez anos, lavava os carro dele, aparava os jardim da casona dele, fazia os selvisso da casona dele, mas tinha de guentá a muié dele, uma madame chamada Crotilde, eu sabia que aquela muié era uma sebenta que subiu na vida só purque casou com dotô Gustavo Monfort, aí ficava tirando os mais umiude que enm eu e a Francisclene, uma doméstica que trabaiava na casona. Eu ficava muito puto da vida e ficava mais puto da vida ainda purque essa bandida, que eu descobri que tinha nassido uma pobretona lá no Suvaco da Cobra, essa bandida gostava desses cachorro podou e pedia pra eu ficá tomando conta, lavando esse miserável que pareciam aqueles pompom, eu pedia pra deus noço senhô me livrá daquele inferno, daqueles cachorro que num açustava ninguem. Essa bandida da dona Crotilde sasbia que eu odeava esses podou e só me colocava pra limpar a bosta deçes bixo, me fazia dar banho e ainda me fazia a raiva de paçear com eles pelas ruas do bairro de Casa Forte.

Toda ves que tinha de passá por ilso eu ia pro meu barraco, lá no Roda de Fogo, e ficava lá puto, pensando numa venganssa contra essa bandida da dona Crotilde e dos podou. Ficava tomando cachaça e pençando na forma de acaba com aquela paiaçada que faziam comigo. Como só bacana pode ficá pagamdo os tal de piçicologo, eu vo mesmo de pitú, que é mais barata e deixa o cabra macho pra faze as coisa com as muié, por sinal a Francisclene neça epoca tava vindo dormi com eu no meu barraco purque ela descobriu que o marido dela tava de enrosco com um borrachero lá do bairro dela e ai ja viu, pego os dois na cama e o marido dela tava até mordendo a fronha na ora.

Mas o que é importanti mesmo é que eu criei minha venganssa. Eu ia sequestrá aqueles podou miseravel e ia pedir resgati, mas ia ganhá a grana dos bacana do dotô Gustavo Monfort e da baranga da dona Crotilde e ia faze uma sacanage com aqueles miseraveu daqueles podou.

Foi numa sesta fera que sumi com aqueles podou miseraveu. Dotô Gustavo Monfort e dona Crotilde sairum pruma festa de bacana lá em Boa Viagem. A casona era xeia de isquema de seguranssa, mas eu sabia diretinho engana esses troxa da seguranssa. Dei um remédio pros sacaninha dos podou durmi e durmiram muito bem. Enfiei eles num saco, eram dois podou de nome Liv e Cherri, sei la como esse escrevi essa merda di nome, e elevei eles. Só no outro dia, quando eu lavava os carros do dotô Gustavo Monfort, é que a dona Crotilde ficou istérica com o sumisso dos podou miseraveu. Era um chororo pra tudo que é canto da casona, gente desesperada, dotô Gustavo Monfort sem sabe o que faze. Dai colocaram o tal do anunssio procurando os podou miseraveu. Colocaram cartas com foto dos podou miseravel de procurasse em tudo que é poste do bairro de Casa Forte. Eu mesmo sai distribuindo esses cartaz. E eu ficava rindo a toa, passei ate a come minha malmita intera com muito gosto, mesmo sabendo que era uma lavage aquilo que mandavam pra nois, funçionario.

Com dois dias de sumisso, o desespero de dona Crotilde foi ficando cada ves maior. Eu ficava rindo por dentro. Franciscleide também. Os podou miseraveu ficarum la em casa, o lansse é que eu e Franciscleide um dia chegamo cheio de mé no barraco e os podou tavam durmindo. Dai olhamo a geladera veia que eu tinha e vimo que nao tinha carne nenhuma…

A notissa veio como uma bomba, um verdadero barrir de pórva. Auguem tinha colocado um cartaz ,em um poste perto da casa de dotô Gustavo Monfort, escrito bem açim: “eram bem amigáveis. Tinham gosto de frango.”

Dona Crotilde quando descobril, fico doida, ficava gritando que algum depravado tinha comido os filho dela, que aquilo era um crime, que esse depravado tinha de ser prezo e torturado como os podou miseravel dela tinha sido.

Eu cempre axei que minha venganssa seria maliguina. Fiquei tao bão naquilo, que dois mes depois os podou da vizinhansssa toda já tinha sumido e virado espetinho que eu comia para ve jogo do Santa Cruz.

Quando voutava do selvisso na casa de dotô Gustavo Monfort, escutava na parada do busão, as empregada converçando sobre os podou que sumia e que as madame tava com medo de te podou em casa por cauda deçe tal de cereal quile. Eu ficava rindo, mas ria com muito gosto. Franciscleide abandonou aquele fronheiro do marido dela e veio morar comigo no meu barraco e a gente vevi bem, ela aprendeu a faze podou cozido do jetio que eu gosto. E a vida ta muito boa.

PS: esse conto escabroso foi inspirado por essa foto abaixo posicionada. Fiquei rindo de tamanha cretinice tragicômica.

E tinha gosto de frango. Tragicomico.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cróvis Runner: o caçador de poodles

  1. Esse aí não tá com nada! Comer fifis. Deve “di tá bem magrinho o pobre coitado”. Fifizinho messs não da nem pra tira gosto. O negócio é pega cachorro grande, pastor alemão, belga, labrador, e tal. Aí sim, da assado, da cozido, da pra fazer um monte de iguarias. Esse negócio de pega podou não da futuro. É igual cafetão de puta pobre. Num paga nem o “aluguer”. hehehehehe

    Curtir

  2. …olha sóooooo! Meu bródiii!!!
    Além de “prestá um servicio sossial”, nosso colega Cróvis mostra-se um grande “brogeeeero”!!….atitude!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s