Cinema e afins

Curta (metragem) Mais!

De forma geral, a maioria das pessoas que gostam de filmes, em geral, são apreciadoras de filmes longa-metragens. Acredito que isso ocorra muito mais pela divulgação histórica e espaço que os longas tiveram no cinema e também na televisão do que devido a baixa qualidade de médias e curtas metragens. Me lembro até de que havia um projeto de lei no Congresso Nacional que tencionava “estimular” nos cinemas brasileiros a exposição de curtas metragens. Até onde sei a coisa não andou muito. É claro que existem algumas iniciativas na iniciativa privada e também na rede pública. Morei por três anos na cidade do Recife e existiam, no Shopping Recife, dias e horários destinados a exibição de curtas metragens. Belíssima iniciativa. Outra que me lembro era na Fundação Joaquim Nabuco, que vez ou outra realizava, durante o ano, festivais de curtas metragens, brasileiros e estrangeiros. Claro, tudo do mais fino e melhor para o público do Grande Recife.

Mas como disse, as iniciativas são esparsas. Ocorrem muito mais por aleatoriedade do que planejamento. Na verdade, acho que falta vontade e interesse das grandes redes de cinema em incorporarem essas produções. Por falta de tempo para exibição entre um filme e outro é mentira das mais deslavadas. Tanto que é raro hoje em dia um grande cinema não entupir de comerciais as exibições filmes. É uma pena, perde-se, nessa brincadeira ou falta dela, uma grande chance para incentivarmos a produção cinematográfica brasileira. Qual a saída, então? A internet. É, a rede mundial de computadores tem se tornado uma saída para escritores (meu caso) que não conseguem publicar seus livros, para revolucionários que anseiam derrubar regimes opressores e também para produtores/diretores de curtas e médias metragens. Sempre que posso fico “pescando” curtas na rede, em especial no Youtube. Mas existe um portal muito interessante para pesquisar essas produções. Para quem não conhece é o “Porta Curtas” da Petrobras. É um espaço muito bacana, que vale a pena ficar “pescando” curtas através de ferramentas de pesquisa como gênero, diretor, ator, etc.

Abaixo alguns de meus curtas-metragens preferidos. Tem algum que recomenda? Não exite em dizer qual nos comentários cabareísticos!

Curta-se os bons, já diria o Filósofo Chapolin Colorado!

O primeiro se chama “Janela Aberta” de Philippe Barcinski. Paranóia completa para quem aprecia. Edição excelente.

O segundo é de Fernando Meirelles, patrocinado pelo Banco do Brasil. Título?  Identidade. Sobre o que? Sobre o Brasil! O depoimento de Darcy Ribeiro é ótimo.

O terceiro é talvez seja o meu preferido: Tarantino’s Mind. Selton Mello e Seu Jorge estão perfeitos nesse curta com espírito tarantinesco. Tem direção e roteiro coletivo da 300 ML e produção da Republika Filmes. Queria ver um filme com um roteiro maluco destes dirigido nesse ritmo e com Selton Mello e Seu Jorge. Seria muito bom!

O último documentário é Ilha das Flores. Meu curta-documentário preferido. Com bom humor e agilidade, escarra na nossa cara a merda de modelo sócio-econômico que preza pelo desperdício e cria critérios de desigualdade cada vez mais perversos. O curta foi dirigido por Jorge Furtado. Nem precisa dizer mais nada, certo?!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s